10 regras simples para namorar com a minha filha

Ai ai ai… certamente o pesadelo de um pai que tem uma filha começa aos 12 anos de idade da mesma. Ou até antes. E certamente este pesadelo se agrava quando ela resolve trazer um “amigo” pra dentro de casa, e meninos começam a ligar e você atender, e toda aquela história de adolescente…
Daí ela começa a querer sair, e logo depois o amigo vira namorado oficial…
Bom… para quem quiser tentar namorar com a minha filha algum dia, seguem-se algumas regras básicas:
Regra 1: Se você entrar na minha garagem, ou parar na rua e buzinar, é melhor você estar entregando uma encomenda, porque você não está se pegando qualquer coisa, e ninguém deve ir até você. Venha buscá-la!

Regra 2: Você não tocar a minha filha na minha frente. Você pode olhar para ela, contanto que você não olhe qualquer coisa abaixo de seu pescoço. Se você não pode manter seus olhos ou mãos fora do corpo da minha filha, vou removê-los.

Regra 3: Sei que você vai tentar ser meu amigo, e que vai conversar sobre esportes, política e outros assuntos do dia. Por favor, não faça isso. A única informação que eu preciso de você é quando minha filha vai estar de volta em casa com segurança, e a única resposta que eu preciso ouvir sobre este assunto é “cedo”.

Regra 4: Após sair com minha garota pela primeira vez, você assumirá um compromisso eterno com ela. Você não sairá com mais ninguém, não terá mais amigas, e jamais terminará com ela. Somente ela pode fazer todas as outras coisas. Se você a fizer chorar, eu vou te fazer chorar.

Regra 5: Estou ciente de que é considerado moderno para os meninos da sua idade vestir as calças largas, que ficam caindo e mostrando a cueca ou "zorba". Por favor, não tome isto como um insulto, mas você e todos os seus amigos são idiotas completos. Ainda assim, eu quero ser justo e de mente aberta sobre este assunto, por isso proponho este compromisso: Você pode vir até a minha porta mostrando sua cueca, não vou falar nada. No entanto, se quiser entrar, ou sair com minha princesa, vou usar  minha pistola de pregos elétrica e apertar suas calças firmemente no lugar.

Regra 6: Tenho certeza de que hoje estamos num mundo liberal. Se eu ao menos imaginar que você fez sexo com a minha filha, eu vou matá-lo.

Regra 7: Quando você estiver comigo na sala, esperando a minha filha aparecer, a mais de uma hora, não suspire e não fique inquieto. Se você quiser chegar a tempo para o filme, você não deveria estar namorando. Minha filha está colocando a sua maquiagem, um processo que pode demorar mais do que pintar a Monalisa. Em vez de apenas ficar esperando, porque você não vai fazer algo útil, como lavar o meu carro?

Regra 8: Os seguintes lugares não são adequados para um encontro com a minha filha: lugares onde há camas, sofás, ou qualquer coisa mais macia do que um banquinho de madeira. Locais onde não há pais, policiais ou freiras dentro de visão. Locais escuros. Locais onde há dança, de mãos dadas, ou a alegria está no ar. Lugares onde a temperatura ambiente é quente o suficiente para induzir a minha filha a usar shorts, tops, regatinhas, ou qualquer outra coisa que não seja macacões, um sobre-tudo por cima e um cachecol - tampando totalmente seu pescoço. Filmes com um tema forte, românticas ou sexuais devem ser evitados; filmes com motosserras estão liberados. Jogos de futebol também.Ver filmes ou jogar banco-imobiliário aqui em casa está permitido.

Regra 9: Não minta para mim. Eu posso apenas parecer estúpido, mas em questões relacionadas com a minha filha, eu sei de tudo. Se eu lhe perguntar onde você está indo e o que vai fazer, você tem uma única chance de me dizer a verdade, toda a verdade e somente a verdade. Eu tenho uma .40, uma pá, e um enorme quintal atrás da casa. Não brinque comigo.

Regra 10: Tenha medo. Tenha muito medo. É preciso muito pouco para que eu te convide para um passeio. Pela lei, só posso ser condenado por homicídio se encontrarem o seu corpo. E olha… eu já fui perito de investigação da polícia, sei o que fazer nesse caso para não te encontrarem.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário