Cinema inspira designers brasileiros

Com muita criatividade e talento, os universitários Rafael Muller, Sérgio Marcon e Renan Nuche criaram um blog onde são postados pôsteres alternativos de filmes que eles mesmos criam. Tudo começou quando Rafael, inspirado pela matéria Linguagem Cinematográfica, fez um cartaz para o premiado longa Onde os fracos não têm vez. A partir daí os amigos partiram para outras produções de consagrados cineastas como Brian de Palma, Jean-Pierre Jeunet, além dos irmãos Cohen.

O trio é responsável por todas as imagens que são postadas no Posterlab, sendo que eles também fazem parcerias como no belíssimo pôster de O fabuloso destino de Amélie Poulain, que teve a contribuição da ilustradora Daniele Yumi. "Temos planos de convidar mais aficcionados por cartazes para trabalhar com a gente", revela Rafael.

Veja a seguir algumas imagens criadas pelos designers e conheça melhor cada um dos autores.
Rafael Muller (Miqueleto): Tenho 21 anos. Comecei meu gosto por design através dos automóveis, mas quando passei a me interessar mais pelas marcas deles, senti que minha praia era o design gráfico. Gosto bastante de cinema e tenho procurado conhecer cada vez mais sobre o tema: é uma ótima fonte de referências, tanto estilísticas quanto conceituais.

Além dos cartazes, assumo interesse por música também. Apesar de eu estar longe de ser um músico profissional, às vezes crio composições para nossos trabalhos audiovisuais. Diretores favoritos: os irmãos Coen, Milos Forman e Brian de Palma.

Renan Nuche: Tenho 21 anos e atualmente estou trabalhando em um estúdio de design. Meu trabalho é mais voltado para ilustração e HQ, por isso, estou com alguns cartazes em andamento que possuem um apelo mais ilustrativo. O legal do grupo é isso: a diversidade. Preparem-se para ver coisas bem diferentes nas próximas semanas.

Talvez eu seja o maior amante da sétima arte entre os integrantes do Posterlab. Provavelmente já assisti mais filmes que muito crítico de cinema. A primeira vez que fui ao cinema, assisti uma sessão dupla que começava com a animação 101 Dálmatas e terminava com Frankestein de Mary Shelley com o Robert De Niro. Depois disso, nunca mais parei. Meus cineastas preferidos vão mudando de tempos em tempos.

Atualmente, gosto muito dos trabalhos do Wes Anderson, acho o estilo cinematográfico dele incrível; gosto também do Jorge Furtado, Spike Jonze, Michel Gondry, Richard Linklater, Jean-Pierre Jeunet, Jason Reitman, Sam Mendes, Tarantino e obviamente os irmãos Coen. Não posso deixar de citar também os mestres Woody Allen, Scorcese, Hitchcock, Brian de Palma e Kubrick.

Sérgio Marcon: Tenho 21 anos. Sempre fui apaixonado por filmes e sempre me interessei muito pelo mundo do cinema. Um indício muito claro disso para mim, foi o meu começo na blogosfera, quando era bem jovem, entre 14 e 15 anos. Naquela época, eu já tinha um blog sobre cinema que obviamente não obteve muito sucesso.

O real conhecimento sobre o cinema veio com a faculdade, e com a matéria de Linguagem Cinematográfica que, aliás, foi o que nos uniu com o intuito de criar uma forma de apresentar nossos trabalhos. Muito mais que os meus companheiros, gosto de uma segunda vertente que também será explorada no nosso “lab”. Sou um fã incondicional de séries televisivas, e provavelmente as pessoas que visitam o blog, logo vão começar a perceber isso. Diertores favoritos são os Irmãos Coen, Quentin Tarantino, Alan Ball e J.J. Abrams.

*
A equipe do Posterlab disponibilizou para os leitores do Daiblog alguns trabalhos. Muitos deles são inéditos e ainda estão em fase de finalização.

Confira estas três imagens do Renan Nuche. Acima, os personagens de Samuel L. Jackson e John Travolta em Pulp fiction - Tempos de violência, Seguidos de Javier Bardem em Onde os fracos não tem vez e abaixo o casal Joseph Gordon-Levitt e Zooey Deschanel de (500) dias com ela.
Dica: para conhecer outras imagens e ver o blog completo visite o Posterlab.


Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Obrigado pelo seu comentário